sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Antes lenta do que parada

Olá, Esbeldades!!!

Conforme expliquei no último post (leia aqui), a decisão pela natação como esporte não foi a que mais curti. Ok, natação é um esporte maravilhoso e completo, excelente para a parte cardiovascular, mexe todos os músculos, poupa as nossas lindas articulações de  impactos e de quebra, a água batendo no nosso corpo funciona como uma espécie de drenagem. O que mais eu posso querer?

Eu quero não ter que lavar o cabelo na rua e ter um gasto calórico mais significativo - já que é para sofrer fazendo exercício físico, que ao menos, eu tenha resultados mais rapidamente. 

Sei que o que vai me dar resultado mais rápido é o esporte que eu fizer com frequência, acima de tudo... Então, não adianta ficar pulando de esporte em esporte e os culpando pela ineficiência. Sei disso. Mas é que eu ainda estou escolhendo um esporte para chamar de meu, lembram? Pois então! Testei a natação e não gostei. Não quero continuar e por isso, estou em busca de um outro.

Estou considerando ir seriamente para uma academia e malhar, pegar peso etc etc... Mas isso será papo para outro post porque eu quero dar detalhes de como cheguei à essa possibilidade e, possivelmente, fazer uma espécie de série específica para pessoas que não têm tesão por academia e resolvem seguir por este caminho. Dificilmente encontro um blog de alguém fitness que conte como foi ao entrar na academia, com exceção àquelas maravilhosas histórias de superação em que a pessoa perde 40kg e se torna viciada em academias... Eu busco algo no meio termo: nem tanto, nem tão pouco... Como é que os reles mortais com uma motivação moderada começam esse percurso? Se alguém conhecer pessoas nesse perfil que tenham blog/ fan page, por favor, indiquem nos comentários! ;) Enfim, essa série de academia no estilo gata-sarada pretende responder e narrar as alegrias, derrotas, disposições e preguicites de quem resolve ir para academia mas morre de preguiça de piscar os olhos. kkkk Estou pensando em batizar a série de #marianacademia. Muito óbvio? Aceito sugestões quanto à isso também! =)

Bom, já que não será hoje que vocês irão ler os prós e contras dos meus mirabolantes planos sobre malhação, vamos às minhas impressões sobre o Pilates.

Estou no Pilates desde maio, portanto, há quatro meses. Desses 4 meses, pratiquei a atividade 3x por semana durante 3 meses. Este mês é que reduzi a prática para 2x por causa da natação, se não fica difícil - e caro - conciliar. Não fiz nenhuma dieta significativa neste período também. Portanto, minhas impressões começam a partir dessas informações que dei. Vamos a elas:

O Pilates não queima nada!!
Essa é uma frase com a qual muitos se deparam na hora de escolher qual atividade fazer. Bem, vamos aos fatos: não sei quanto uma aula de Pilates queima, em média, até porque depende do professor e do aluno... Mas vou mandar a real: para quem está parado, pode ser um suplício!! hehehehe Sendo assim, para quem está com sobrepeso, como eu, acredite: vais queimar um bocado! Experimente manter dois cambitos no ar... Agora imagina manter duas pernas rechonchudas... Pois é. 



Eu não sou da área de ciências da saúde e pode ser que eu vá falar uma grande bobagem por aqui, mas tenho a teoria de que tudo para uma pessoa gordinha é mais difícil, afinal, ela terá de fazer mais força para tudo: caminhar, subir escada, manter os braços esticados... Lógico que isso é proporcional, cada um no seu quadrado... hehehe Entretanto, se você estiver com umas carninhas sobrando, vai por mim, o Pilates é um bom começo para você dobrar a língua antes de dizer que não queima nada... 

O Pilates é muito devagar!!
Sim, no Pilates partimos do princípio de que a morte deve ser lenta e dolorosa... kkkkk Brincadeiras à parte, não é que os exercícios sejam lentos, mas a execução, idealmente, é feita com muita concentração. É necessário guardar a sequência do exercício que será feito, manter o abdômen contraído (o que chamam de "ativar o core"), coordenar a respiração e ainda contar quantas vezes fez a tortura, digo, o exercício... rsrs Observem nesse vídeo a quantidade de instruções que minha professora dá durante a minha execução e o quanto no final eu pareço quase sem força para terminar a série.

video

As séries no Pilates são curtas, com no máximo, 10 repetições porque o que se preza na modalidade é a execução do exercício com qualidade. 

O corpo fica mais definido no Pilates!!
Olha, pode até ser. Mas se você seguir feliz da vida sem fazer dieta, acho que ninguém verá seus resultados, nem você. rs

Estou há quatro meses no estúdio e posso falar de carteirinha: não vi nenhuma mudança no meu corpo em termos estéticos. Não me sinto mais durinha, nem mais definida; não fiz dieta e pratiquei 3x por semana no primeiro trimestre da atividade. Deste modo, não vi resultados. Pode ser que se eu fizesse mais vezes, regulando a alimentação, eu tivesse uma agradável surpresa, mas tenho cá minhas dúvidas... Sobre a musculação, parece unanimidade que em 3 meses você vê algum resultado. Eu estou há 4 no Pilates e até agora neca-de-pitibiribas. Portanto, se você está em busca de um corpo mais definido, o Pilates sozinho não vai resolver sua vida.

Então você não viu melhora nenhuma no Pilates??
Lógico que sim, mas não foram melhoras estéticas, entendeu? Não me sinto com mais fôlego, mais disposição, dormindo melhor e tudo aquilo de lindo que as pessoas falam sobre atividades físicas. Entretanto, SEI que estou mais forte simplesmente por conseguir fazer coisas que antes eu não conseguia ou exercícios que exigem força abdominal e não entravam no meu repertório de "trabalhinhos da aula". Agora, que eu sou nivel dois do Pilates, praticamente uma ninja (kkkkkkkk #sonha), percebo uma força abdominal maior e tenho outra consciência do meu corpo - o que é o maior barato!



Esse exercício da foto de baixo é dificílimo, embora possa não parecer... Nivel ninja... hahahaha




Conclusão: se você estiver meio perdida, sem saber por onde começar, sugiro uma aula experimental de Pilates. Principalmente se você tiver tendências bailarinísticas como eu... kkkk Há exercícios cuja execução é linda, a pose é linda... Enfim... Uma inspiração, dá vontade até de usar tutu... rs

A meu ver, o Pilates me abriu portas para "drogas mais fortes": estive na natação, agora, estou com planos de musculação... hahahahah Olhem que ousada! 

Resumo da ópera: adoro pilatear e recomendo! Meu marido mesmo também começou a fazer! =)  



Quem aí já se arriscou na prática?




Beeeeeeeeeeeeeeeijo




2 comentários:

  1. Realmente o Pilates não tem objetivos de perda calórica pq não é uma atividade predominantemente AERÓBICA. Acho que devemos (me incluo pq tb preciso emagrecer!!!) focar em exercícios desse segundo tipo. Se não deu certo com a natação, quem sabe uma aula de spinning, jump ou mesmo uma caminhada/corrida na esteira?? Bicicleta ao ar livre??! :) Quanto à definição da musculatura no Pilates, acho q isso depende muito de pessoa para pessoa e tb do tipo de aulas. Mas de qualquer forma é uma atividade interessante e eu tb acho muito legal a melhora da conscientização corporal! Parece que vc descobre músculos e movimentos q não sabia que existiam... Rsrs. Também tem um detalhe: fazendo musculação ou Pilates apenas 2 ou 3x por semana, não sentimos tanta diferença quanto fazendo 5x.

    ResponderExcluir
  2. Lendo, relendo tomei coragem! Vou para a academia procurar fazer algum exercício Obrigada pela força!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário